7 Princípios Para Uma Vida Feliz!

O QUE É FELICIDADE?

felicidade (1)

Muitos autores gostam de diferenciar alegria de felicidade. Uns acreditam que uma é mais importante do que a outra pelo fato da alegria ter uma conotação mais espiritualizada. Mas tal afirmação não é uma verdade absoluta e muito menos provável. A palavra felicidade ou feliz estão escritas nos maiores livros religiosos do mundo! Inclusive na Bíblia.

Seria um preconceito maximizar uma e inferiorizar outra. O grande clássico do sermão da montanha, começa dizendo sobre as bem aventuranças, que em grande parte das traduções dão ênfase a PESSOA FELIZ.

 

7 Princípios para uma vida feliz:

1) Torne-se mais grato pelo que tem.

A gratidão, já foi atestada por vários especialista como um meio saudável de ver a vida. Agradeça pela comida do dia, pelos pais, pela cama, pelo ar que respira…em fim… A penas Agradeça!!!!!! ser infeliz, é só esquecer o que você já tem.

2) Ame as pessoas incondicionalmente.

Há uma multidão de pessoas infelizes, por não entenderem o verdadeiro amor. Quando condicionamos o amor, isto é, dar carinho pra receber, dar valor pra ser valorizado, simplesmente estamos vulgarizando o amor.

Acredito piamente na lei da semeadura, o que plantarmos vamos colher. Por isso, é importante que ame e se possível, ame intensamente as pessoas. Contudo, ame incondicionalmente.

Porque na mesma medida que amares esperando receber o amor de alguém, alguém lhe amará esperando o seu amor.

E é por este motivo, encontram-se milhões de pessoas decepcionadas por nunca receberem o amor que esperavam receber.

Não se frustre, apenas ame sem impor condições… e se desejar se amado, ame a si mesmo!  E quando achares que ninguém te ama, lembra-te de quem Deus colocou na cruz por você.

3) Sonhe, e nunca pare de Sonhar.

É  assustador o número de pessoas que deixaram de sonhar! Muitas delas estão no piloto automático: acordam, vão trabalhar, voltam para casa, jantam, vêem televisão e depois dormem para que no outro dia se repita a sua vida rotineira e medíocre.

Se perguntar porque elas fazem isto todos os dias é capaz de dizerem que não sabem! A vida passa como o orvalho da madrugada e em um horário crepuscular, tudo fica sem brilho e sem luz. Muitos deixaram de sonhar por causa dos medos de seus fracassos e outros por causa do medo de fracassar. O medo de perder inibi a vontade de ganhar a paz e a felicidade.

 4) Torne seus sonhos em Objetivos

O sonho é o início! Pessoas que sonham são mais felizes porque vivem mais motivadas e de bem com a vida. Porém, O sonho é algo muito abstrato, sendo necessário torná-lo em um objetivo a ser perseguido todos os dias. Detalhe seu objetivo, dê mais clareza. Se for uma casa, diga com quantos quartos são, se é com piscina, churrasqueira, sala de jogos, sauna, varanda ampla, com quantos andares, que região desejaria morar…seja específico.

5) Torne seus objetivos em metas

Melhor do que saber onde quer chegar, é importante saber como chegar. As metas estão relacionadas ao caminho para se chegar no seu objetivo (alvo). Elas são as flechas que fazem o percurso. São as estratégias usadas para atingir o alvo. Ninguém sai para fazer uma viagem sem saber quanto vai gastar e com que vai gastar. Elas podem ser os recursos utilizados no meio do caminho para se aproximar do alvo com mais eficiência. lembre-se, toda meta é preciso estabelecer uma data para alcançá-la.

6) Seja amante da sabedoria

Muitos confundem sabedoria com inteligência e com até mesmo intelectualidade. Há inúmeras diferenças! Primeiramente, ser intelectual, bastar dedicar-se aos estudos e pronto! Poderei ser um Nerd e mesmo assim não significa que serei sábio.

A sabedoria não tem nada haver com o acúmulo de conhecimento guardado em sua psique! A sabedoria estar justamente em saber transformar o conhecimento e ação. Muitos não querem mais ouvir, se colocar no lugar do outro, ter o bom senso, preservar ótimos princípios e valores que sejam admirados por obter um bom caráter. O intelectual certamente gosta mais de falar do que ouvir. O sábio só fala a pós ouvir atentamente, e depois que ouve, só abre a boca se for necessário. Não queremos uma geração que saiba falar sobre o amor…mas, que pratique o mesmo.

7) A regra de Ouro

A regra de ouro é uma definição que os americanos deram ao pensamento recíproco de Jesus Cristo.  Mateus 7:12:

“Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles”.

Esta frase e toda a sua grandeza, tornou-se um princípio irrefutável nas bases do conhecimento dos intelectuais, empreendedores e pais de famílias nortes americana.

Perceber a vida a partir do ponto de vista reciproco, ou seja, analisar minhas intenções e ações para com o próximo e refletir… se era isso mesmo que eu gostaria que fizessem para comigo, é uma forma de levar e atrai uma fonte inesgotável de felicidade para uma humanidade mergulhada no egoísmo.

Responsive image

Alan Braga


Alan Braga atua na área de Desenvolvimento Humano, é Palestrante, Escritor e apaixonado por Empreendedorismo. Com grande conhecimento adquirido ao longo dos anos ele desenvolveu seu próprio método capaz de ensinar as pessoas a Conquistar Sucesso.

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *